Blog TEMPO RUN Voltar para o Blog

Out 30

Um exemplo de atleta para todas as idades.

Fernando

Edgard Gomes Pessoa é um exemplo claro do poder que o esporte têm de trazer saúde, qualidade e alegria à vida de uma pessoa através dos benefícios fisiológicos, psicológicos e sociais que no caso dele, o atletismo proporcionou. Independente da idade, nunca é tarde para começarmos a praticar uma atividade física e sentir os efeitos do esporte em nossas vidas.

Tive e tenho a honra de auxiliá-lo nos treinos sempre que possível e também aprendo muito com este atleta de 73 anos.
Para homenageá-lo decidi ceder este espaço em meu site para que ele contasse sua história.

O texto abaixo foi escrito pelo próprio Edgard, espero que sirva de exemplo para outras pessoas.

Fernando Moura

Edgard Gomes Pessoa - Minha História

Meu nome é Edgard Gomes Pessoa e nasci em 1940. Pratico esporte desde criança e gostava muito de jogar futebol, mas nunca fui um bom jogador. Quando criança era muito doente, sofria ataque cardíaco e muitas vezes, quando ia à escola desmaiava, e só acordava em casa ou na casa de vizinhos.Minha mãe dizia que a primeira vez que eu tive um ataque cardíaco, eu tinha seis meses, nós morávamos em uma Usina em Itaú de Minas/MG, acabou a energia e quando ela acendeu um lampião viu que eu estava passando mal.
Através do esporte pude superar todos os meus problemas de saúde e cheguei às conquistas que vou revelar.

Muitas pessoas acreditam que eu tenho o mesmo condicionamento físico de quando eu tinha vinte anos. Este é um dos benefícios que o esporte me trouxe, além de ganhar muitos amigos e nenhum inimigo.
Já ouvi de colegas que não praticam esporte, que eu deveria parar de correr por causa da minha idade, mas eu penso diferente, pois com 66 anos fui campeão Sul americano e tenho um colega com 93 anos que bateu o recorde mundial nos 100 metros rasos com marca de dezessete segundos e sessenta milésimos, na sua categoria.

Na academia, diversos alunos já vieram me falar que às vezes estão sem disposição para treinar, mas quando me vêem treinando forte, eles se motivam e isto para mim é um orgulho, pois também me espelho nos meus colegas de mais idade que disputam campeonatos. Sempre digo para todos que para ter um bom condicionamento físico não precisa ser jovem. Para quem não acredita que isso é possível, basta começar a praticar esporte e ver o resultado.

Hoje sou convidado constantemente para dar palestras para crianças, adolescentes e idosos em Campinas sobre a importância do esporte na vida das pessoas.

Nós, atletas corredores, respeitamos os nossos adversários, sabemos perder e vencer, sem perder a cabeça. Ao invés de brigar, pensamos em treinar mais e fazer mais amizades, além de manter as que já temos. Acredito que um grande atleta é aquele que sabe vencer e perder. Enquanto estamos praticando esporte não pensamos em fazer mal aos outros. Deus não nos deixou o esporte para fazermos dele uma guerra e sim para disputarmos em paz, fazendo amizades. Sei que não somos perfeitos, temos nossas falhas, mas, se todas as pessoas tivessem este pensamento de paz, o mundo seria bem melhor.

As modalidades que costumo praticar são: 800, 1.500, 5.000, 10.000, 3.000 metros com obstáculos e revezamentos de 4X100, 4X400, e revezamento sueco. Quando estou contundido e não posso competir, nem gosto de ir assistir a uma competição, pois tenho muita vontade de estar na pista correndo junto.         

Além do atletismo, adoro a música sertaneja, que também está em meu sangue. Adoro cantar, tanto que já formei até uma dupla sertaneja e não tenho vergonha de dizer que sou caipira, pelo contrário, tenho muito orgulho disso.

Fui guarda civil em São Paulo de 1959 a 1961, na Escola de Polícia quando comecei a correr, mas nunca ganhei nada. Minhas conquistas estavam reservadas para quando eu entrasse na Categoria Master. Sempre gostei do esporte, mas não era muito interessado em praticar o atletismo, porém depois que comecei não quis mais parar e cada vez mais adoro este esporte que hoje é tudo para mim, pois através dele conquistei muitos amigos, conheci muitos lugares e alguns países.

Em 1982, tive a minha primeira emoção no esporte, quando fui escolhido o atleta símbolo dos Jogos Operários do Sesi de Campinas e Região pela Pirelli.
Em 1986, fui convidado pelo CUCA (Corredores Unidos de Campinas), para disputar o campeonato do interior pelo seu presidente Claudenir Cerone. Fui nove vezes campeão individual na categoria, onde existiam fortes adversários.
Em 1989, fui convidado pelo Banespa de São Paulo para disputar provas de pistas. Comecei a competir nos 800-1.500-3.000metros com barreiras e também 5.000 e 10.000 metros, disputando o Estadual Brasileiro, Troféu Brasil Mercosul e Sul Americano. Neste mesmo ano fiz minha primeira competição internacional nas pistas. Foi no Clube Sergipa em Porto Alegre-RS, com a participação dos países, Uruguai, Argentina e Paraguai, além do Brasil, onde venci os 1.500 e 5.000 metros e conquistei medalha de prata no revezamento 4x400 metros.
Em 1990, fui convidado a competir pela equipe Anasp “Associação Nipônica de Atletismo de São Paulo” equipe japonesa, depois fui convidado pelo C.A Tietê, onde fiz minha melhor marca nos 5.000 metros com o tempo de dezesseis minutos e catorze segundos. A partir de então, formamos uma nova equipe CIAVE (Círculo Independente de Atletismo Veteranos)
Em 1990, fiz minha primeira competição fora do Brasil, no campeonato Sul Americano de Montevidéu no Uruguai. Como não tinha condições financeiras de viajar de avião, consegui um patrocínio para viajar de ônibus. Fui com um colega de São Paulo a Montevidéu. Foram trinta e seis horas de viagem. Quando chegamos lá, estava com os tornozelos inchados da viagem. Lá disputei três provas: 400-800 e 5.000 metros minha melhor colocação foi o quatro lugar nos 5.000 metros.  Minha invencibilidade nos 5.000 metros durou onze anos de 1993 a 2003.

Meus resultados

Provas em que mantive minha invencibilidade nos 5.000 metros durante onze anos (1993 a 2003):

Data

Prova

Cidade

13/03/1993

1º Etapa PUC

Campinas

01/08/1993

Campeonato Estadual

São Paulo

24/09/1994

1ª Corrida Zanaga

Americana

31/12/1995

Corrida São Silvestre

Conchal

28/04/1996

1ª Copa Sesi

Campinas

10/05/1997

4º Troféu Brasil

Rio de Janeiro

18/10/1997

Torneio Internacional Sorgipa

Porto Alegre

18/07/1998

 Torneio Intervnacional Brasil/ Japão

São Paulo

18/12/1998

Corrida de Natal

Campinas

05/09/1999

Corrida da Independência

Campinas

03/10/1999

Campeonato Estadual

São Caetano do Sul

11/12/1999

Torneio Internacional Juan Testa Lopes

Uruguai

26/10/2000

Copa Mercosul

São Leopoldo

21/04/2001

Torneio Internacional Nipo Brasileiro

São Paulo

25/05/2001

Campeonato Estadual

Rio de Janeiro

16/06/2001

Torneio Internacional

Paraguai

16/10/2001

VI Troféu Brasil

Porto Alegre

18/05/2002

Campeonato Estadual

Rio de Janeiro

31/05/2002

Campeonato Brasileiro

São Leopoldo

12/10/2002

Campeonato Estadual

São Caetano do Sul

20/06/2003

Troféu Brasil

São Paulo

Meus títulos em provas oficiais

Campeão do interior
Tetra campeão olímpico idoso
Campeão Paulista
Campeão Brasileiro
Campeão do Troféu Brasil
Campeão do mercosul
Campeão Internacional Brasil/Japão
Campeão Internacional Nipo/ Brasileiro
Campeão Sul Americano

Penta Campeão do Jore (Jogos Regionais do Idoso)

2008 - Barretos/SP
2011 - Votuporanga/SP
2012 - Jales/SP
2013 - Catanduva/SP
2014 - Catanduva/SP

Campeonato Mundial de Atletismo Master - Realizado de 16 a 27 de Outubro de 2013

27/10/2013 - 5° Melhor do Mundo nos 2000metros com obstáculos.
26/10/2013 - 4° no revezamento 4 x 400metros.
- Único representante de Campinas no Masculino
- Único representante do Brasil nessa prova.

17/08/2008 - Centenário Imigração Japonesa - São Paulo/SP

- 3° nos 1500metros.

26/11/2011 - Troféu Brasil - Campinas/SP

- 4° nos 800metros
- 2° nos 1500metros
- 1° nos 2000metros com obstáculos


Títulos conquistados nas cidades de Porto Alegre/RS, São Leopoldo/RS, São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Montevidéu no Uruguai e Assunção no Paraguai.

Minhas vitórias em Corridas de Rua

1993- 33 vitórias em 1º lugar, 3 em 2º lugar e 6 em 3º lugar. Cidades: Limeira, Bauru, Cosmópolis, Itatiba, Campinas Araraquara, Rio Claro, Atibaia, Leme, Hortolândia, Sumaré e Cordeirópolis.

1994- 23 vitórias em 1º lugar, 5 em 2º lugar e 1 em 3º lugar. Cidades: Sumaré, Joaquim Egídio, Paulínia, Cosmópolis, Campinas, Itupeva, Limeira, Americana, Rio Claro, São Paulo, Jundiaí e São Bernardo do Campo.

1995- 26 vitórias em 1º lugar, 4 em 2º lugar e 1 em 3º lugar. Cidades: Vinhedo, Monte Alegre do Sul, Americana, Várzea Paulista, Nova Veneza, Espírito Santo do Pinhal, Rio Claro, São João da Boa Vista, São Paulo, Jundiaí, Limeira, Mogi-Mirim, Conchal, Mauá, Campos do Jordão, Cosmópolis, Itatiba, Campinas, Rio Claro, Atibaia, Hortolândia e Sumaré. Além da participação na Maratona de Nova York nos Estados Unidos.

1996- 18 vitórias em 1º lugar e 2 em 2º lugar. Cidades: Paulínia, Vinhedo, Monte Alegre do Sul, Limeira, Campinas, Sumaré, Americana, Leme, Morungaba, Rio Claro, Mogi-Mirim, Mogi das Cruzes e Conchal.

1997- 22 vitórias em 1º lugar, 11 em 2º lugar e 3 em 3º lugar. Cidades: São Paulo, Mogi-Mirim, Rio de Janeiro, Campinas, Valinhos, Rio Claro, Cordeiróplois, Limeira, Jundiaí, Porto Alegre, Porto Ferreira, Sumaré e Hostolândia.

1998- 16 vitórias em 1º lugar, 9 em 2º lugar e 1 em 3º lugar. Cidades: São Paulo, Campinas, Sumaré, Jundiaí, Nova Odessa, Limeira, Várzea Paulista, Cordeiróplois e Hortolândia.

1999- 21 vitórias em 1º lugar, 5 em 2º lugar e 2 em 3º lugar. Cidades: Campinas, Valinhos, Santo Antônio da Posse, Atibaia, São Carlos, Rio Claro, Limeira, Casa Branca, Jundiaí, Sumaré, São Caetano do Sul, Piracaia, e Montevidéu-Uruguai.

2000- 34 vitórias em 1º lugar, 3 em 2º lugar e 1 em 3º lugar. Cidades: Limeira, Campinas, Cosmópolis, São Carlos, Alumínio, Santa Cruz da Conceição, Atibaia, Rio Claro, Americana, Limeira e São Leopoldo- RS.

2001- 30 vitórias em 1º lugar e 8 em 2º lugar. Cidades: Itu, Paulínia, Campinas, Mogi-Mirim, São Paulo, Jacutinga-MG, Cosmópolis, Rio de Janeiro, Atibaia, Rio Claro, Sumaré, Jundiaí, Santa Bárbara D’oeste, Porto Alegre-RS, Sorocaba, São Carlos, Assunção Paraguai.

2002- Campeão Aniversário de Paulínia, Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, Campeão nos 5.000 metros e Revezamento Sueco, Campeonato Brasileiro- São Leopoldo-RS, Campeão nos  1.500, 5.000 e 10.000 metros e vice no revezamento 4 X 400 metros, Campeonato do Interior, Campeão em Rio Claro, Jundiaí em Alumínio, Joaquim Egídio, Mogi-Mirim e Limeira. Campeonato Estadual em São Caetano do Sul, Campeão nos 1.500 e 5.000 metros e vive no revezamento 4 X 400 metros.

2003- Campeão do aniversário de Cornélio Procópio-PR, Campeonato do Interior, Campeão em : Mogi-Guaçu, Vázea Paulista, São Carlos, Alumínio, Jundiaí, Joaquim Egídio, Americana e Campinas. VII Troféu Brasil em São Paulo, Campeão nos 1.500, 5.000 e 10.000 metros e vice no revezamento 4X400 metros.

2004- Bi-campeão no aniversário de Cornélio Procópio-PR. Campeão no aniversário de Campinas. Campeonato Estadual de São Paulo, campeão nos 800, 1.500 e 5.000 metros e vice nos revezamentos 4X100 e 4X400 metros.

2005- Campeão da Corrida Wet’n Wild em Louveira. Tri campeão no aniversário da Cidade de Cornélio Procópio-PE. Campeão na corrida Pão de Açúcar em Campinas. Troféu da amizade de Máster em Ribeirão Preto, campeão nos 1.500 e 10.000 metros, campeão corrida TVB Campinas, Cameponato Estadual de São Caetano do Sul, campeão nos 800, 1.500 e 5.000 metros e revezamento 4X100 metros.

2006- Torneio Prudentino em Presidente Prudente, campeão nos 800, 1.500, 5.000 e revezamento 4X400 metros. Grand Prix de atletismo São Paulo, campeão nos 800, 1.500 e 5.000 metros. Campeão no revezamento Pão de Açúcar, nos 5.000 metros em Campinas. Bi-campeão na Corrida TVB Campinas. Campeão na Cidade de Monte Mor, Campeão na cidade de Artur Nogueira, Campeão Corrida Independência em Barão Geraldo. Campeonato Estadual em São Paulo, campeão nos 800, 1.500, 5.000  e revezamentos 4X100 e 4X400 metros. Campeonato Sul americano do Rio de Janeiro, campeão nos 800 metros e medalha de bronze nos 5.000 metros

2007- campeão na corrida da Lua em campinas, campeão da Corrida Iguatemi Campinas.

Um exemplo e uma emoção

Em 2004, fui disputar o Campeonato Brasileiro no Rio de Janeiro e quando estava na pista do estádio Célio Barros (maracanã), fazendo aquecimento para correr os 5.000 metros, um atleta me abordou perguntando se eu era o Edgard Pessoa e eu respondi que sim. Foi quando ele me disse que era do Rio de Janeiro e aquela era a primeira competição dele, que tinha 51 anos, era médico cardiologista, alcoólatra e fumava muito e a família dele não sabia mais o que fazer com ele, mas há dois anos enquanto assistia uma corrida minha ele ouviu dos colegas a minha história e a partir de então ele não bebeu nem fumou mais. Ouvir isto para mim representou mais que uma vitória, saber que um médico cardiologista baseou-se em mim para mudar seu estilo de vida.

Maratona de Nova York em 1995

A Adidas e a Speed Stick fizeram um circuito em quatro etapas e o atleta deveria participar de pelo menos três etapas. A primeira etapa foi em Maresias a qual não participei, a segunda aconteceu aqui em Campinas, a qual venci na categoria acima de 50 anos. A terceira etapa foi em Campos do Jordão na qual fiquei em segundo lugar e a última foi em São Paulo, com saída e chegada no Ibirapuera num percurso de 8.400 metros, na qual fui campeão.
Na soma geral dos pontos, ganhei o direito de disputar a Maratona de Nova York. De doze atletas classificados do Brasil, quatro foram de Campinas: Edgard Pessoa campeão da categoria acima de 50 anos, João Carlos da Silva campeão da categoria acima dos 40 anos, José Bezerra de Araújo, campeão na categoria acima de 30 anos e Wanderlei Cordeiro de Lima, campeão como profissional.

Além das passagens aéreas, ganhamos três pares de tênis, agasalhos de viagem, hospedagem no Hilton Hotel (cinco estrelas) mais US$ 600,00 em dinheiro.

Edgard e Vanderlei Cordeiro de Lima durante viagem para Nova York

Na preparação para essa maratona realizei muitos treinos longos. Cheguei a treinar durante a tarde com muito calor, somente em terra, evitando o asfalto. Treinava em média, 25 a 30 Km, três vezes por semana e tiros de 1000 metros nas pistas, procurava tomar bastante água e comer bastante fruta, como laranja e banana.

Ficamos sete dias em Nova York. A maratona teve a participação de quase 28.000 atletas, cheguei em 1.924º lugar com o tempo de 3h17m (três horas e dezessete minutos).

Edgar e os Quenianos em Nova York

Torneio Internacional em Montevidéu no Uruguai em 1999

Em 1999 disputei o Torneio Internacional Juan Lopes Testa em Montevidéu no Uruguai. Ganhei nos 5.000 metros e bati o Recorde do torneio na categoria e venci os 1.500 metros e fui vice no revezamento 4X400 metros.

Torneio Internacional do Paraguai em 2001

Saímos de São Paulo a Assunção em uma perua com quatro atletas: eu, Dr Gilson, Yassua Kumura e José Lima, o proprietário do veículo. Chegamos em Maringá-PR, pegamos mais seis atletas de nossa equipe: Alcides da Silva, Zenaide da Silva, Maria Rostirola, José Toda, Carlos Makino e Saiji Matsushita. Chegando em Ciudad Del Este, na divisa dos dois países, os guardas do local não quiseram liberar José Lima, pois este não estava com seu RG original, apenas uma cópia autenticada. Os guardas pediram uma propina para a liberação, e com o valor de R$ 30,00 liberaram o nosso amigo.
Quando estávamos chegando próximo a cidade Coronel Ovídeo, o comando rodoviário nos parou novamente e pediu os documentos e José Lima disse a eles que já havíamos sido parados e que os documentos estavam corretos, mas eles queriam que pagássemos US$ 3.000,00 pela liberação, senão o veículo ficaria preso.
O chefe da nossa equipe, Sr Kumura, foi conversar com eles explicando que tínhamos sido convidados pelo país para disputar o torneio e que não tínhamos o dinheiro para pagar tal propina, neste mesmo momento, atravessei a rua e pedi à Deus, com muita fé, que eles nos liberassem. O Dr. Gilson, disse à eles que logo que chegassem em Assunção iriam até ao consulado providenciar tal documento que estavam exigindo, e depois de algum tempo e de muita conversa, eles nos liberaram, sem precisarmos pagar a propina. Acho que foi Deus que atendeu ao meu pedido.
Chegamos em Assunção à noite e no dia seguinte fomos ao estádio e José Lima e Dr. Gilson foram ao consulado do Brasil para providenciar o documento. Chegando ao consulado, eles foram bem recebidos pelo nosso cônsul, eles explicaram o que tinha acontecido com os policiais rodoviários e o cônsul disse que este era um regulamento interno do país. O cônsul entregou um cartão de contato para que se acontecesse algum problema na volta, ele nos ajudaria.
Na volta não tivemos problemas e por fim eu e o Alcides fomos escolhidos como atletas destaques no torneio. Fiz cinco provas e ganhei todas elas: 800, 1.500, 5.000 metros e revezamento de 4X100 e 4X400 metros.

A falta de apoio aos atletas de nosso Brasil

Temos grandes atletas brasileiros de todas as modalidades do atletismo na categoria Master. Se tivéssemos patrocínio para levar nossos melhores atletas para mundiais, tenho certeza que o Brasil seria campeão mundial.
Verbas não faltam para isso, o que falta na verdade é boa vontade dos governantes, interesse e informação por parte de alguns possíveis patrocinadores.
Os atletas da categoria Master como eu, competem por que amam o atletismo, por puro prazer e precisam apenas de uma ajuda para as despesas de viagem, pois honramos a camisa que vestimos e também o nome de nosso país. Quem sabe um dia alguém atende os nossos pedidos.

Eu e o atletismo

Todo ser humano
Tem um prazer na vida
De fazer aquilo que gosta
E ter sua missão cumprida
Aquele que ama o esporte
Sabe os benefícios que ele traz
Desde que seja controlado
Receba alegria e paz
Meu esporte é o atletismo
Correr é minha paixão
Pratico com muito orgulho
Muita raça e coração
Quando saio pra treinar
Ou mesmo pra competir
Entro na pista alegre
E só penso em me divertir
Sei ganhar e sei perder
Os adversários eu respeito
Todos pensam em ganhar
Todos têm esse direito
Aquele que não pratica esporte
Deve um dia começar
Só traz benefício ao corpo
E a mente acalmar
Experimente e depois me diga
Verás que tenho razão
E não vais se arrepender
Pois eu falo de coração

Academia UNIFIT: o que ela me trouxe de bom

No dia 6 de abril de 2004, fui a academia UNIFIT em Campinas e perguntei a proprietária se havia algum interesse da academia em me patrocinar, pois eu não poderia pagar a mensalidade e em troca, representaria a academia nas corridas e divulgaria na mídia, como televisão, jornal e rádio.
A resposta positiva veio no momento imediato e hoje me sinto muito bem na academia, como se estivesse em minha casa, e considero todas as pessoas que ali freqüentam como a minha família.

Na academia UNIFIT, tenho tudo que um atleta precisa, pratico musculação e freqüento aulas de Yoga, alongamento e fortalecimento postural. Foi na academia Unifit também, que conheci meu treinador de corrida, Fernando Moura.

Desde que iniciei um treino supervisionado na academia não tive mais problemas com contusões que me afastavam do esporte como antigamente.

Agradecimentos

Gostaria de agradecer às pessoas abaixo que convivi ou convivo na academia; Alessandra Pascoal, Milena Dias, Fernando Moura (técnico), Rodrigo Salazar Amorin (Body Balance), Lara Novais (Abdominal Express, Yoga, FAP), Cecília Araújo e Cristian de Souza (Alongamento), Bruna Lora Costa, Alex Santos de Carvalho, Ítalo O. de Castro, Paula da Cunha Scarance, Cleber Pareira, Tatiana Bojarzuk, Fábio Saburi, Fernando Bassan, Elem Rodrigues da Silva e Helington Duarte Pereira, Dario Rocha Neto, Daniele Cristina Pereira e Juliana Fernandes Valério, Dra. Cláudia Berton Novais, Aline Mussato, Tiago Baldasso e Vanessa A. da Silva e a todo pessoal da limpeza e manutenção da academia.

Outros colaboradores:
Associação dos aposentados de Campinas - Presidente: Sr Cleso G. Ventosa
Sindicato da Borracha de Campinas - Presidente: Joseá Gilberto Alves
Clínica de odontologia Máxima - Dr Wagner dos Santos
Fotógrafo - Laerte Zago
Clínica - Centro Especializado em Cardiologia Dr Gustavo Vieira –Gerente Eng. José R. O. Bandeira e funcionários
Sociedade Amigos do Bairro Jardim Miranda Presidente Sr Jesus Alves Rodrigues, Francisco José Navarrete e diretoria.
Associação dos Idosos de Campinas Presidente Sr José Alves e Diretoria
Também Elaine Messias Gomes e André Luiz Cavallari.

Agradeço também de coração, todos os amigos que me deram força e incentivo. É como diz o ditado; “uma andorinha só não faz verão”
Graças a Deus eu tive o dom de fazer amigos, e isto é a melhor coisa que temos, não tem dinheiro que pague uma grande amizade.

Atualizado em 02/12/2010

Até Dezembro de 2009 eu estava em boas condições físicas com os meus 69 anos.
No dia 23 de Janeiro de 2010, acordei as 6hs da manhã e fui ao banheiro, quando de repente desmaiei e cai. Fui socorrido pelo SAMU e levado ao Hospital "Casa de Saúde de Campinas". Depois de vários exames, foi comprovado um AVC gravíssimo. Depois de 3 meses já estava recuperado e retornando aos treinamentos.
Segundo os médicos, um dos motivos que me fizeram passar por esse grave AVC sem nenhuma sequela foi por ser um atleta de corrida, além é claro da presença de Deus em minha vida.
Essa é só mais uma prova que o condicionamento físico é muito importante para todos nós.
Fui convocado para o sulamericano de Atletismo no Chile em Novembro de 2010 e liberado pelos médicos, só não fui por que achei como ainda estava retornando não faria um bom tempo, levando em conta que eu era o recordista Sulamericano a 4 anos.

No dia 17 de Novembro fui convidado a dar palestras na Unicamp sobre condicionamento físico de Master e com muito orgulho fui aplaudido pelos professores e alunos.

No dia 18 de Dezembro fiquei muito feliz por receber mais uma homenagem por representar o atletismo de Campinas.



O esporte já faz parte de mim e por isso aconselho a todos a praticar atividades físicas e sentir os beneficios que essa prática traz para nossas vidas.


Compartilhe:

Comentários

Adicione Qualidade aos seus treinos de Corrida // Quero fazer o treino online!