Blog TEMPO RUN Voltar para o Blog

Jun 20

Minha experiência na Maratona de São Paulo

Fernando

Comecei a correr em 1997 e só em 2005 fiz a minha primeira Meia Maratona.  Desde então foram incontáveis provas de 10k e pelo menos 11 Meias Maratonas no currículo, além das outras distâncias (5,6,8,15,16k) fiz uma prova de 30k em Outubro de 2010. 

Só me faltava correr a Maratona, prova que eu vinha adiando há tempos, apesar de vários treinos longos.

Neste dia 19 de Junho tive o prazer pela primeira vez de cruzar a linha de chegada depois de correr os 42.195m da Maratona.

A prova estava marcada para as 8:25 no manual do atleta da Yescom, mas a largada foi dada com 10minutos de atraso e eu só consegui passar no pórtico da Largada às 8:45. 
Considero esse horário desumano para a largada de uma Maratona, já que a grande maioria dos corredores faz a prova acima de 3h30m, ou seja, nesse caso a maioria terminou debaixo do sol do meio-dia. 
Se a Yescom quisesse respeitar um pouco mais os atletas, poderia começar com a alteração do horário da largada.

O termômetro já marcava 19° na largada e os 4km iniciais foram bem lentos pois não era possível desenvolver ritmo mais forte devido a quantidade de corredores que largaram ao mesmo tempo.  Se as largadas dos 10k, 25k e 42k fossem separadas por alguns minutos esse problema seria resolvido. 

Diante da temperatura mais alta e o ritmo lento no início, eu percebi que não seria possível concluir em 4h, então adaptei meu objetivo para finalizar com um pace médio de 6min/km.

Haviam vários pontos de água gelada, algumas pessoas reclamaram que não tinha isotônico nos 2 pontos prometidos, mas eu consegui beber gatorade nos dois pontos, o único problema é que para beber no copo tínhamos que praticamente caminhar.

Li no blog do Colucci que distribuíram whey em pó no km 30, eu passei lá com 3h de prova, não sei se eu estava muito concentrado na minha corrida ou já tinha acabado essa distribuição, mas eu não vi isso (ainda bem!). Se essa ação de distribuir whey em pó para ser dissolvida em água no km 30 partiu da organização da prova, eles devem estar brincando, só pode! Se houve distribuição de gel de carboidrato, eu também não vi.

Devemos ressaltar também os pontos positivos: além da água gelada, teve distribuição de laranja no km 35 e alguns pontos com bandas tocando, o que foi bem bacana.

Até o km 35 eu estava dentro do tempo previsto, mantendo a média de 6min/km. 
Porém, o trecho entre o km 36 e 41 foram os mais difíceis, não só por já ter corrido 36km, mas por causa dos túneis e as subidas nas saídas deles. Nesses trechos eu vi muito corredor caminhando, parando para alongar e outros sendo atendidos por estar passando mal. 
Se não tivéssemos os túneis e suas subidas, eu poderia ter mantido o ritmo planejado.

O último km foi relativamente fácil, pois fui levado pela emoção, eu já não pensava mais nas pernas que estavam cansadas, só queria cruzar a linha de chegada e comemorar, cheguei até a ultrapassar vários atletas que já se arrastavam nessa reta final.

Foram 2.705 concluintes da Maratona no Masculino, fiquei em 1385º com o tempo de 4:18:31, o que dá um pace médio de 6m8s/km. O tempo não foi o que eu pretendia fazer, mas fiquei satisfeito e feliz por ter completado inteiro, sem nenhum problema nem lesão, considerando a dificuldade da prova e os vários fatores desfavoráveis já citados.

Não tenho palavras para descrever o que você sente ao cruzar a linha de chegada depois de uma Maratona, uma mistura de dor, euforia e felicidade pelo dever cumprido, pela meta alcançada!

Nesses 6 anos atuando como Personal Trainer e Professor de Corrida, me orgulho de ter ajudado muitos alunos a concluírem esse desafio de correr uma Maratona. 
Hoje me orgulho de também ter completado essa distância mágica.
Na medida do possível eu adapto meu tempo para continuar treinando e sempre tentei aliar a teoria com a prática, com o objetivo de obter resultados efetivos com meus alunos.  
Agora, posso aliar também a experiência dessa Maratona (e das outras que virão, se Deus quiser), com a minha experiência profissional.

Quero agradecer e parabenizar pela prova meu amigo e aluno Cleber Masson e meu amigo Onias, que me acompanharam durante quase toda a prova, e também aos amigos Marcelo e Allan, que viajaram comigo e completaram os 25k, valeu pessoal!

Valeu muito também ter conhecido vários twittersrun que estavam nesse fim de semana vivendo o clima da Maratona em SP.
Espero revê-los em breve, pessoal muito bacana!

Parabéns à todos que completaram essa prova e à todos que estão treinando para concluir esse desafio pelo Brasil e pelo mundo, lembrem-se sempre que devemos respeitar os 42k, mas não podemos ter medo.

A dor é passageira, a glória é eterna!


Grande Abraço
Fernando Moura 

Compartilhe:

Comentários

Adicione Qualidade aos seus treinos de Corrida // Quero fazer o treino online!